Menos ou menas?

Quem nunca ouviu alguém falar “menas gente” ou “menas obrigações”? A dúvida sobre o uso do “menos” e “menas” faz parte do cotidiano de muita gente. Não somente na hora de escrever um texto, mas às vezes também no momento de falar, dá um branco.

O uso correto dessas palavras na aplicação em uma frase tem ligação com a regra de concordância da nossa língua portuguesa. Por isso, vamos te ajudar a não ter mais confusão na hora do uso correto!

No momento de aplicar a regra de concordância nominal, usando essa palavra, alguns se equivocam, pois querem aplicar a regra geral (substantivo concorda com seus determinantes em número e gênero). Porém, “menos” é uma palavra invariável, ou seja, não se flexiona, não muda. Portanto, a regra geral não pode ser aplicada a esse caso.

Agora ficou fácil de não errar mais né? Menas é uma “palavra fantasma”, ou seja, não existe! Por isso, deve ter seu uso eliminado, de acordo com a norma padrão, que define sua aplicação como inadequada.

Atendimento via chat
Atendimento via chat